Evento promovido pela revista Quatro Rodas discutiu o futuro da indústria automobilística nacional.

O segmento automotivo deve respirar um pouco mais aliviado entre o fim de 2017 e o ano de 2018. É o que acredita o presidente da ANFAVEA (Associação Nacional dos. Fabricantes de Veículos Automotores), Antonio Megale.

Durante o Fórum Direções, evento promovido na semana passada pela revista Quatro Rodas, o executivo afirmou que todos os indicadores estão dando confiança de que o fim da crise está próximo. “O ano de 2018 ainda será de grandes desafios, mas podemos dizer que o crescimento será superior a 2017. Voltaremos a níveis mais próximos de dois dígitos”, disse.

Com a presença do CEO do Google Brasil, Fabio Coelho, do CEO da Audi do Brasil, Johannes Roscheck, do vice-presidente de marketing, mobilidade e serviços conectados para a América Latina do Grupo PSA, Pablo Averame, o segundo painel do dia abordou a questão dos carros autônomos.

Para os três executivos, a indústria já está bem avançada no segmento, com automóveis que já oferecem os primeiros níveis de autonomia e promovem benefícios reais para a mobilidade.

“90% dos acidentes são causados por humanos. A inteligência artificial vem no sentido de diminuir essa estatística”, explicou Johannes Roscheck. Para Fabio Coelho, mais do que carros autônomos, o futuro está na integração de todos os meios de transporte, com novos modelos e sistemas.

Fonte: Cesvi Brasil