Entenda a importância de contar com um seguro para casas de veraneio

Este tipo de seguro garante a sua tranquilidade e cobre danos no imóvel de veraneio, tais como incêndios, danos elétricos, quebra de vidros e outros problemas

Todos sonham em ter uma casa na praia para passar as férias com a família e os amigos, mas o que nem todo mundo sabe é o quanto esse tipo de imóvel de veraneio precisa de cuidados e manutenção constante.

Por ser menos frequentada, naturalmente a casa está mais suscetível a sofrer com problemas no encanamento, fiação, pintura e outros. Para evitar esse tipo de situação, contratar um seguro é fundamental.

As coberturas básicas dessa categoria de seguro são: Incêndio de qualquer causa, exceto dolo; danos elétricos; subtração de bens; queda de raio, atingindo diretamente os bens segurados; explosão de qualquer natureza e originada em qualquer lugar; queda de aeronave que atinja o imóvel segurado, danos materiais e despesas decorrentes de providências tomadas para o combate à propagação dos riscos cobertos básicos e para o salvamento dos bens descritos na apólice e para o desentulho do local.

Além disso, há várias coberturas adicionais que podem ser contratadas de acordo com a necessidade do segurado. Entre elas está a de Responsabilidade Civil Familiar, que garante o reembolso das despesas com danos corporais ou materiais, involuntariamente causados a terceiros sob responsabilidade do chefe.

Já a Responsabilidade Civil – Empregados Domésticos indeniza em caso de morte ou invalidez permanente decorrente de acidente sofrido pelos empregados no desempenho de suas funções e está vincula a contratação da cobertura de RC Familiar.

O seguro residencial ainda conta com serviços de assistência 24 horas como chaveiro, eletricista, encanador, vidraceiro, desentupimento, e reparos de eletrodomésticos da linha branca.

“Cada vez mais, as pessoas estão tomando consciência da relação de investimento x benefício do seguro residencial. O valor investido numa apólice residencial é irrisório frente ao valor segurado.

E esse é um ponto importante de ser ressaltado porque muitos segurados sem o conhecimento sobre o produto ainda têm o hábito de comparar o seguro Residencial com o seguro Automóvel em termos de valores. Quem atua no segmento sabe que essa comparação é errônea.

Mas infelizmente, esse erro ainda é comum entre os segurados que estão no processo de aprendizado sobre as diferentes modalidades de seguro.

Outro ponto de atenção, é que atividade de escritório para profissionais autônomos, estão garantidos automaticamente através do seguro Residencial, e que as garantias de indenização neste tipo de seguro, podem fazer toda a diferença para o restabelecimento da condição financeira do segurado no caso de alguma eventualidade”, afirma Fabiana Medina, superintendente técnica de Compreensivos Ramos Elementares da Sompo Seguros.

É fundamental que o cliente informe para a seguradora se a casa será para moradia normal ou imóvel de temporada. Outro ponto importante é escolher valores de indenização que sejam suficientes para repor os bens dos moradores, caso haja um sinistro.

Segundo Manes Erlichman, diretor da Minuto Seguros, a maior diferença é na cobertura de roubo que não está amparado caso o inquilino não aja de boa fé e subtraia alguns bens ou até mesmo danifique bens e o imóvel, o seguro não respalda nessas situações. “É importante ressaltar que o simples desaparecimento dos bens é tratado legalmente como furto simples, sem o amparo de nenhuma apólice de seguro residencial do mercado”, diz.

Porto Seguro ampara imóveis que são alugados para terceiros, inclusive quando disponibilizados em plataformas online de aluguel. Neste caso, a seguradora toda a estrutura do imóvel e os bens do proprietário, em caso de um sinistro. “Registramos um crescimento na contratação desse tipo de seguro mesmo no período da pandemia.

Acreditamos que esse período teve influência neste resultado, visto que, devido ao modelo de trabalho home office, muitas pessoas saíram de suas casas nas cidades grandes e começaram a passar períodos muito maiores nesse tipo de residência. Isso fez que os consumidores se atentassem mais à manutenção e cuidado de seus imóveis de temporada.

Além disso, houve ainda um aumento no número de proprietários que alugaram seus imóveis para outras pessoas, por meio de plataformas especializadas, o que também pode ter contribuído para este aumento”, ressalta Marcel Tornero, gerente de Ramos Elementares da companhia.

Fonte: Nicole Fraga I Revista Apólice I CQCS