DetranRS quer dobrar número de veículos leiloados com credenciamento de empresas para a fase pré-leilão

Reduzindo prazos e aumentando a capacidade de venda de veículos e sucatas, o DetranRS busca desafogar os pátios dos depósitos.

Para agilizar a vistoria de veículos e sucatas e aumentar o volume de bens leiloados no Estado, reduzindo o passivo abandonado em depósito, o DetranRS vai credenciar empresas responsáveis pela fase preparatória aos leilões. As credenciadas farão a decalcagem, identificação, inspeção, classificação, avaliação e loteamento, permitindo regionalizar o trabalho hoje realizado por servidores da Autarquia, que precisam se deslocar para todas as regiões do Estado. A Portaria 249, publicada em 31 de agosto, normatiza a atividade e atende à recomendação do artigo 328 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), instituindo o Sistema Estadual de Leilão Virtual de Veículos.
http://stdetranrs.rs.gov.br/conteudo/55796/249

“Essa mudança agilizará em todo o estado a vistoria dos bens, regionalizando a atividade e fazendo com que veículos e sucatas possam ser colocados mais rapidamente a leilão. Normalmente temos uma média anual de 25 mil veículos leiloados. Nossa projeção, com esse aumento na realização de vistorias em todo o RS, é dobrar esse número em 18 meses e qualificar o processo como um todo”, explica o chefe da Divisão de Depósitos, Egídio Nunes.

No Rio Grande do Sul, os leilões de veículos e sucatas virtuais já vinham sendo adotados desde o início da pandemia, devido à necessidade de continuidade do serviço e graças à implantação do projeto piloto que estava em andamento na Autarquia desde 2017. A partir das necessidades apontadas com a implantação e do estudo conjunto de entidades como sindicato dos leiloeiros e CRVAs, além do trabalho de diferentes setores do DetranRS, foi desenvolvida a Portaria para buscar a otimização das etapas para todos os envolvidos, reduzindo prazos, aumentando a capacidade de venda de veículos e sucatas e gerando economia aos cofres públicos por meio do esvaziamento dos pátios de Centros de Remoção e Depósito (CRDs).

“Importante ressaltar que a publicação dessa Portaria concretiza um Projeto que há anos se almeja. Trata-se de uma mudança de paradigma e de processo no âmbito dos Leilões do DetranRS, cujo foco principal é a melhoria do serviço público ao cidadão, objetivo primordial dessa gestão”, expõe a assessora da Diretoria Técnica, Angela Schutt Oliveira.
Fonte: Detran RS