Polícia descobre golpe do seguro por quadrilha que já faturou ao menos R$ 2 milhões em indenizações

A rádio CBN noticiou, no último dia 17/04, que a Polícia Civil do Distrito Federal apreendeu uma lancha na segunda fase da Operação Navio Fantasma, que investiga um grupo suspeito de forjar acidentes de carros e incêndios em lanchas para receber o valor do seguro.

A embarcação apreendida nessa fase foi incendiada de propósito em fevereiro de 2019 e os criminosos receberam R$ 200 mil de indenização.

As investigações apontam que o grupo já faturou, ao menos, R$ 2 milhões. Nos últimos dois anos, eles forjaram 5 acidentes, destruindo 10 veículos, 2 em cada acidente. Em todos houve choque propósito na coluna central, com a finalidade de ocasionar perda total.

De acordo com a rádio, o esquema funcionava da seguinte forma: os criminosos compravam veículos importados com avarias e contratavam seguros novos, com valor de indenização correspondente à tabela FIPE.

Depois, simulavam acidente entre dois desses carros e o condutor que contratou o seguro assumia toda culpa para viabilizar o pagamento dos danos do outro veículo.

 Fonte: CQCS | Carla Boaventura