Manaus recebe respiradores desenvolvidos pela USP com apoio da Fundación MAPFRE

Ventiladores de baixo custo contaram com apoio da Fundación MAPFRE, que doou R$ 1,5 milhão para a produção de mil equipamentos.

Um respirador desenvolvido pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP), com o apoio da Fundación MAPFRE, deve ajudar a população de Manaus a enfrentar um dos momentos mais críticos no sistema de saúde, desde o início da pandemia do novo coronavírus.

Os primeiros ventiladores pulmonares de baixo custo Inspire foram enviados para a capital amazonense na última sexta (15/01) e um novo lote deve chegar amanhã (19/1), totalizando 40 aparelhos.

O respirador artificial foi desenvolvido nos primeiros meses da pandemia por um grupo de cerca de 40 pesquisadores e é 15 vezes mais barato do que respiradores convencionais.

A Fundación MAPFRE participou do projeto, destinando cerca de R$ 1,5 milhão para a produção de mil aparelhos, considerando a aquisição de insumos e componentes, instrumentação para medidas de qualidade, além de testes e ensaios.

Atualmente, os ventiladores Inspire são utilizados no tratamento de pacientes de Covid-19 em diversos estados do país, entre eles São Paulo, Pernambuco, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Amazonas.

 Fonte: Fundación MAPFRE