Tolerância zero às fraudes contra o Seguro DPVAT

Nos últimos três anos, a Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, vem realizando uma série de investimentos em processos e tecnologias de ponta.

O objetivo é proteger os direitos dos cidadãos e decretar tolerância zero às fraudes de indivíduos ou quadrilhas que tentam usufruir, de forma indevida, dos benefícios do seguro social.

Atualmente, todos os pedidos de indenização do Seguro DPVAT recebem monitoramento contínuo por meio da utilização de inteligência artificial.

Os casos considerados merecedores de apuração detalhada são enviados para uma equipe que investiga, in loco, a possibilidade da existência de irregularidades.

É uma forma de garantir que as indenizações sejam pagas aos reais beneficiários do Seguro DPVAT e os números comprovam a assertividade da estratégia.

Os números do combate às fraudes

Em 2019, a seguradora identificou 6.435 fraudes e barrou 213.386 sinistros, que foram tecnicamente negados e cancelados.

No total, as perdas evitadas contabilizaram a ordem de R$ 817 milhões, antes que os sinistros fossem liquidados, o que comprova a assertividade da estratégia. Sempre que uma fraude é detectada, a Seguradora Líder encaminha uma notícia-crime aos órgãos competentes. No ano passado, essas iniciativas resultaram em:

  • 48 sentenças condenatórias;
  • 68 condenados;
  • 46 cancelamentos, suspensões ou cassações de registros em órgãos de classe;
  • 17 prisões em todo o Brasil.

Com todo o trabalho estratégico executado nos últimos anos, estima-se o impedimento de ataques de quadrilhas especializadas contra o Seguro DPVAT na ordem de 80%.

Este número é calculado considerando o volume de fraudes identificadas após o pagamento no período, trabalho constante da administradora, que tem o objetivo de zerar o número de casos. Os índices apontam que hoje, cerca de 2% dos sinistros seriam de origem fraudulenta.

FONTE: Virtz