Presidente do SINDSEGRS fala sobre o mercado segurador em programa de rádio

No último sábado (16), o Presidente do Sindicato das Seguradoras do RS (SINDSEGRS), Guilherme Bini, participou do programa Espaço Jurídico, comandado pelo Jornalista Gerson Anzzulin, na rádio Bandeirantes, falando sobre o comportamento do mercado de seguros em meio a pandemia do novo coronavírus. Bini afirmou que as empresas já estão sentindo os impactos econômicos do cenário mundial de incertezas, mas que estão tomando medidas para manter seus clientes segurados. “Historicamente, o mercado segurador é um dos últimos a ser impactados e um dos primeiros que reage quando a situação normaliza. Vamos passar por mudanças inevitavelmente”, afirmou. Dentre as medidas que estão sendo tomadas estão a manutenção dos prêmios de 2019 e parcelamento em até 10 vezes. Para ele, este cenário deve se manter assim nos próximos dois meses, mas ressaltou que a cada semana o contexto todo é reavaliado.

O Presidente também comentou sobre a adoção do trabalho remoto por parte de todas as seguradoras, medida adotada para garantir a saúde dos colaboradores. “Passamos por três momentos distintos. O primeiro, foi quando deixamos o escritório e fomos para home office. Precisamos nos adaptar a este modelo diferente com a família também em casa. Agora, estamos em um segundo momento, em que já adaptamos nosso trabalho. Posteriormente, teremos uma retomada, mas que não será da mesma forma de como saímos”, garantiu. As viagens, frequentes para ele, não devem voltar tão cedo, mesmo com a reabertura das matrizes e filiais. Porém, a relação com os corretores acabou ficando mais próxima, segundo ele. “Antes, víamos alguns profissionais uma vez por mês. Agora, temos contato muito mais frequente através de telefone, whatsApp e videochamadas”, disse.

Bini destacou também que a procura pelo seguro não caiu nos últimos dias, mas houve uma mudança no consumo, com as pessoas procurando os produtos pelos meios digitais. “Os clientes devem voltar de uma forma diferente e nós, seguradoras, tendo que atender de outra forma. Foram mudanças muito radicais muito rápidas e tivemos que nos adaptar a isso”, concluiu. Um exemplo citado pelo presidente desta nova realidade são as vistorias de automóveis feitas 100% através do mobile, com os segurados realizando suas próprias vistorias. O mesmo acontece com o seguro rural. Ouça a íntegra do programa no link abaixo.

//www.sindsegrs.com.br/wp-content/uploads/2020/05/16MAIO-2020-ESPAÇO-JURIDICO-COMPLETO.mp3