SulAmérica oferece seguro para home office de olho nas tendências do mercado

Cobertura específica para quem trabalha em casa inclui danos causados a equipamentos e mobiliários, além de disponibilizar serviços como Help Desk.

A SulAmérica, maior seguradora independente do País, oferece cobertura voltada a profissionais que trabalham em home office.

Seguindo uma tendência do mercado de ampliação da atuação remota, o seguro para quem trabalha de casa oferece proteção e facilidade para a manutenção de um escritório residencial – segundo um levantamento da Future Workforce Study, os brasileiros estão entre os profissionais que mais trabalham remotamente.

No país, 53% dos entrevistados afirmam que realizam tarefas do trabalho de casa em algum momento da semana.

“O futuro do trabalho aponta em direção à utilização de ambientes mais flexíveis e autônomos. Ainda que o profissional esteja em casa, sabemos que há necessidades relacionadas ao escritório criado em domicílio”, explica o vice-presidente de Auto e Massificados da SulAmérica, Eduardo Dal Ri.

“Por isso, a SulAmérica traz uma solução personalizada, uma marca do nosso trabalho, que garante proteção aos profissionais para o exercício de suas atividades”, completa.

A cobertura para home office é opcional para clientes que contratam o seguro Residencial da SulAmérica e cobre os danos causados a equipamentos, móveis e materiais do escritório instalado no interior do imóvel segurado.

Se acontecer um incêndio, uma queda de raio que cause danos elétricos nos aparelhos, como um computador de trabalho, ou até um caso de roubo ou furto qualificado, o cliente estará amparado.

Ao considerar a necessidade de comodidade para quem trabalha em casa, a companhia também disponibiliza serviços como Help Desk, que oferece suporte remoto e presencial para solução de problemas, instalação e configuração do computador e demais equipamentos, como impressoras.

Também é possível solicitar apoio para montagem e mudança de móveis de cômodos, instalação de suporte para TV e fixação de prateleiras e cortinas.

Fonte: segs.