DPVAT: Das 384 mil indenizações pagas no ano passado, 75% foram para vítimas do sexo masculino

Sabe aquele dito popular, segundo o qual, “mulher no volante, perigo constante”? Esqueça! Segundo dados da Seguradora Líder, as mulheres representam apenas 25% das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT em 2017.

Os dados são do Boletim Estatístico Especial “Mulheres no Trânsito”, divulgado recentemente pela Seguradora Líder e que afirmam que, do total de 384 mil indenizações pagas no último ano, 75% foram para vítimas do sexo masculino. Nos casos de indenizações por morte, a diferença é ainda maior, pois apenas 18% das vítimas são mulheres.

Ainda de acordo com a Seguradora Líder, outro dado relevante apurado em 2017 foi que, considerando as estatísticas referentes ao condutor do veículo, apenas 7% das indenizações pagas foram para motoristas do sexo feminino. Esse dado sinaliza, portanto, que as mulheres são mais cuidadosas, prudentes e se envolvem menos em acidentes, características já comprovadas, inclusive, por especialistas.

 

Dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) mostram que, dos 67 milhões de motoristas no Brasil, 34% são do sexo feminino, mas elas recebem apenas ¼ das indenizações. Proporcionalmente, se envolvem em menos acidentes de trânsito. Segundo o Censo do IBGE 2010, a população brasileira é composta por 49% de homens e 51% de mulheres.

Clique para conferir a íntegra do Boletim Estatístico Especial “Mulheres no Trânsito” no site da Seguradora Líder.

https://www.seguradoralider.com.br/Documents/boletim-estatistico/boletim_estatistico_mulheres-no-transito.pdf

FONTE: CQCS