Almoço do Mercado Segurador

Compartilhar nas redes sociais

O Sindicato recebeu ontem, em seu primeiro almoço do Mercado Segurador do ano de 2018, a presença do Presidente da HDI Seguros, Sr. Murilo Riedel. Cerca de 140 pessoas prestigiaram o evento, ratificando-o como uma excelente oportunidade de fortalecer seu Networking.

De acordo com o Presidente Murilo,  a crise econômica dos últimos anos no país fez com que houvesse uma significativa retração nas compras de veículos novos e seminovos. Com isso, a frota circulante deve sofrer um envelhecimento nos próximos anos. Riedel afirmou que os patamares de comercialização de veículos novos e seminovos deve chegar ao mesmo volume de 2012 somente em 2022. “Como não temos desaparecimento de veículos, a frota circulante vai gradativamente envelhecendo e com isto surgem novas demandas”, explicou.

Ainda segundo Murilo, atualmente 92% dos veículos 0km tem probabilidade de possuir seguro. Para carros com mais de 5 anos este percentual cai para 50%. Entre 10 e 14 anos a penetração é de apenas 13%. “A baixa penetração se deve a ausência de soluções para o consumidor desta frota mais antiga”, avalia. Para ele, as seguradoras devem gerar condições técnicas para oferecer seguro adequado a esta demanda, sob pena de abrir espaço para a atuação irregular de cooperativas que não possuem órgão regulamentador nem fiscalizador. “Se o cenário mudou, temos que entender este consumidor e criar produtos que mais se encaixem nas suas necessidades, além de oferecer também outras opções dentro do seguro auto que façam sentido para este segurado”.

O presidente do SINDSEGRS, Guacir Bueno, aproveitou a ocasião para destacar a importância da presença de todos nestes eventos promovidos pela entidade, pois nestes encontros “as coisas acontecem e há trocas riquíssimas, além de ajudar a fortalecer cada vez mais nosso mercado”. Fortalecimento necessário uma vez que a Assembleia Legislativa do RS realiza uma CPI para investigar irregularidades nas seguradoras. “Temos plena convicção da lisura do nosso trabalho, por isso estamos à disposição de todos que queiram nos escutar e atenderemos prontamente todas solicitações que vierem para que possamos encerrar o quanto antes este processo que em nada contribui para a nossa atividade, tão fundamental para o desenvolvimento do país”, destacou o Pres. Guacir.