Chineses querem entrar nos seguros do Montepio

Os chineses do grupo CEFC Energy estarão interessados numa participação maioritária na área seguradora do Montepio. A associação mutualista descarta apenas o cenário de venda integral.

A entrada dos chineses da CEFC Energy no capital das seguradoras do Montepio está em cima da mesa, escreve o Expresso desta sexta-feira, 29 de setembro.

O cenário é traçado depois da CEFC Energy e a Associação Mutualista Montepio, dona do banco Caixa Económica Montepio Geral, terem firmado uma parceria na área comercial.
“O acordo não contempla a venda de qualquer empresa do grupo” e “não há qualquer negociação que envolva especificamente a Lusitânia”, afirmou ao Expresso a associação liderada por Tomás Correia.
Apesar de estar excluída a venda total da área seguradora, “a compra de uma participação por parte do CEFC faz parte da estratégia do grupo chinês e já foi abordada”, remata o Expresso.
Da área seguradora do Montepio fazem parte a Lusitania, a Lusitania Vida e a NSeguros. Fora deste pacote, onde os chineses ponderam uma participação maioritária, ficará a Futuro, empresa especializada na gestão de Fundos de Pensões.
A publicação recorda que o grupo China CEFC pretende expandir a sua atividade para a Europa, na área seguradora e gestão de ativos.
Excluída fica qualquer participação no capital do banco Caixa Económica Montepio Geral, como já foi garantido num comunicado de 22 de setembro.

Fonte: Jornal de Negócios – Portugal