Apenas 15% da área plantada do Brasil possui seguro rural

Moradores da zona rural conhecem bem os riscos que envolvem a produção agrícola, tempestades e variações climáticas podem comprometer toda a colheita. Por essa realidade desfavorável, é importante que o produtor brasileiro se proteja contra perdas decorrentes dos fenômenos meteorológicos adversos.

Recentemente, a Comissão de Seguro Rural da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) revelou que apenas 15% da área plantada no Brasil é assegurada, número bastante inferior se comparado com os Estados Unidos, onde a abrangência é de 80% da área cultivada.

Mesmo com a baixa procura por esse serviço no país, no ano passado, o mercado de seguros rural cresceu 10% se comparado com 2015.

O recurso, no entanto, é um dos mais importantes instrumentos para o desenvolvimento do setor agrícola do país, por isso, a Seguralta tem apostado em otimizar suas operações garantindo mais agilidade e eficácia no processo de subvenção do seguro rural.

Nilton Dias, diretor comercial da rede, explica que independentemente da cobertura escolhida é necessário ter cuidado ao contratar o produto. “É importante sempre contar com a ajuda de uma empresa especializada, que irá recomendar o plano adequado de acordo com as necessidades de cada um”, comenta.

“Vale ressaltar a importância de ler os itens da apólice para entender exatamente o que está acertado. Desta forma, a pessoa não é pega de surpresa quando precisa de uma cobertura não inclusa no pacote”, conclui o executivo.

Fonte: Revista Apólice